sexta-feira, 20 de junho de 2008

Introdução - O Começo do Fim

A história de Carolina Villenflusser nasceu como uma crônica sem maiores pretensões no blog Championship Chronicles, quando, numa sala de chat, ela conhece Rodrigo, que alega, com a mesma naturalidade de alguém que pede ao garçom para fechar a conta, ser um serial killer. Carolina, duvidando do que o rapaz dizia, marcou um encontro com ele.

Nunca mais foi vista.

Quer dizer, até o Tyler decidir continuar a história, usando outro estilo e outro ponto de vista, relatando uma notícia de jornal que abordava o desaparecimento da garota.

Nascia aí o projeto “O Triste Fim de Carolina Villenflusser”, onde cada blogueiro convidado a participar (sempre pelo último a postar) será adicionado como autor do blog e escreverá sua continuação para a história, da forma que quiser, no estilo que desejar, no formato que escolher.

A regra é apenas uma: o blogueiro precisa se divertir tanto quanto o leitor.

Ah, sim... Citar a Carolina no texto é razoavelmente importante.

8 comentários:

Tyler Bazz disse...

Acho que você ter incluído essa ultima linha foi de razoável importância para que a coisa dê certo... MESMO!


\o/

Dragus disse...

Quem seria a loira? o.o'

Um mistério a mais...

Míope disse...

Hehehehehehe

Só tá que melhora.

Abç.

Lady Dari Rizzi disse...

Quando eu penso que não vou mais encontrar um tipo de Og q vah me supreender, me deparo com isso.
Quero voltar a usar só o orkut!
Vicio lazarento de bisbilhotar blogs!

Brunín...® disse...

Vicio lazarento de bisbilhotar blogs! [2]

Fui procurar algum blog seu (vi um post falando da Irlanda e queria mais informações sobre algum livro que eu possa ler sobre a mitolohgia de lá)...
Isso se esse blog for seu
(Aliás, se não for, favor deconsiderar esse comentário!)

Se puderme dar alguma informação fico grato (mais uma vez dizendo, se esse blog for seu...)

Ah... e como disse o cara aí de cima, a proposta é muito doida!!!

Revoltado disse...

Já pensaram em livro?

Nathan Rodrigues disse...

Adorei

Sara disse...

Nossa que interessante.